A Marksell, empresa pioneira na fabricação de plataformas para movimentação de cargas no Brasil, analisou o processo de descarga dos produtos no ponto de venda durante o ano de 2013 e como um dos resultados, constatou que varejistas que utilizam as plataformas veiculares de carga além de melhor eficiência operacional, têm uma economia de 76% nos custos com mão de obra. Uma vez que um veículo sem plataforma requer maior número de pessoas e de tempo para carregar ou descarregar o caminhão.

Com a inclusão de uma nova classe de consumidores com poder de compra e o aumento na quantidade ou mix de produtos nas lojas, os processos logísticos passaram a representar um grande percentual no balanço das empresas. “Qualquer mudança nessa linha tende a aumentar de forma significativa o resultado positivo de uma rede de supermercados, por exemplo”, explica o diretor de novos negócios da Marksell e responsável pelo estudo, Jorge Franchi.

Outro ponto a ser destacado é o aumento da produtividade. Segundo o estudo, centros de distribuição que utilizam veículos com plataformas veiculares realizam o dobro de entregas em um turno de trabalho. Enquanto um carregamento fracionado tem o tempo estimado de 3h24 com a plataforma veicular esse tempo cai para 1h01. Resultando, inclusive, em uma economia de 47% em ativo fixo, uma vez que o mesmo serviço poderia ser executado com metade da frota.

“O uso de cargas paletizadas e plataformas hidráulicas reduz substancialmente a ocorrência de danos à carga e à saúde do trabalhador, o que reverte de imediato em menores custos de seguros, perdas de faturamento, perdas de produto, passivos trabalhistas e melhoram a imagem de sua empresa junto ao mercado”, conclui Franchi.