Designing the Green Supply Chain

 

O artigo discutido na última quinta-feira trazia como foco a formação de um conceito de “gerenciamento verde da cadeia de suprimentos”, tratando desta como uma integração de princípios sustentáveis entre todos os elos de uma cadeia de suprimentos.  Sendo assim, a leitura abordava primeiramente a importância de uma visão sustentável, tanto quanto as principais diferenças entre este moderno conceito de gestão verde e os tradicionais conceitos de gerenciamento da cadeia de suprimentos.

O artigo tratou também dos principais incentivos recebidos por uma empresa para adotar práticas sustentáveis dentro da sua cadeia de suprimentos, sendo eles o apoio ou exigências governamentais, e também a valorização comercial do produto e da marca ao adotar esta política.

Durante a discussão foram tratados alguns estudos de caso de empresas que adotam políticas verdes, a importância da ISO (International Organization for Standardization) para a promoção destas práticas, e também as dificuldades de empresas de pequeno porte para arcar com os custos iniciais de um gerenciamento verde da cadeia de suprimentos.

Através da leitura do artigo “Designing the Green Supply Chain”, e da discussão acerca deste, foi possível desenvolver entre o grupo um melhor entendimento sobre o cenário, as práticas e as vantagens de uma das principais tendências da logística mundial, o gerenciamento verde da cadeia de suprimentos.

 BEAMON, Benita M., Designing the Green Supply Chain,  Logistics Information Management, Vol. 12, p. 332 – 342, 1999.

DSC_0196

Rodolfo Boing Kuhnen

Membro do GELOG

Relações Internacionais