O artigo aborda a situação atual dos aeroportos dos EUA e, utilizando diversas ferramentas e perspectivas, tenta classificá-los em categorias, tendo como principal fator o dimensionamento de HUBs.

HUBs são estruturas logísticas que concentram fluxos, no caso, o de pessoas. O trabalho propõe mensurar os HUBs americanos calculando o fluxo de pessoas existente entre pontes aéreas, ou seja, o aeroporto tomado como referência não podendo ser o destino final. Para que essa análise fosse possível, o tráfego aéreo ainda é divido em duas classes, o tráfego gerado e  o conectado. Tendo em vista essas duas classes, cada aeroporto americano tem seus HUBs mensurados, sendo então posteriormente divididos e classificados em “tiers”.

Na discussão os membros foram capazes de observar como funciona o fluxo do tráfego aéreo americano e suas principais nuances. Fatores que interferem diretamente na competitividade das linhas aéreas, assim como no cunho da sua tomada de decisões.

Referências:

RODRÍGUEZ-DÉNIZ, Héctor; SUAU-SANCHEZ, Pere; VOLTES-DORTA, Augusto. Classifying airports according to their hub dimensions: an application to the US domestic network. Journal of Transport Geography, v. 33, p. 188-195, 2013.

bruno malvezi 2

Bruno Malvezzi

Membro do GELOG

Engenharia de Produção Mecânica